Líder de Torcida dos EUA é punida por não tocer para o homem que a estuprou

21 jun

Em 2008 a cheerleader Hillaire, na época com 16 anos, foi violentada por Rakheem Bolton, um famoso jogador de basquete e futebol americano da pequena cidade texana de Silsbee.

Apesar das testemunhas e de todas as provas contra o estuprador, Rakheem foi inocentado e a jovem Hillaire teve que lidar com a impunidade de seu agressor. Como se isso já não fosse o bastante, Hillaire foi punida por ter se recusado a torcer pelo estuprador em uma partida onde ele cobraria uma falta: a jovem foi expulsa do estádio na frente de toda a cidade.

Hillarie, sua mãe e pai moveram um processo contra a atitude da escola. Os juízes decidiram que Hillarie deveria torcer por todos os jogadores do time da escola, inclusive pelo homem que a violentou! Hillarie foi condenada a pagar uma multa de 45 mil dólares! Sim, é isso mesmo que vocês leram! A vítima foi obrigada a pagar uma multa de 45 mil dólares por ter movido um processo contra a escola que a humilhou publicamente quando ela se recusou a torcer pelo o homem que a estuprou!

 Esse é um resumo da história, conheça os detalhes no Blog Escreva Lola Escreva.

 Assine a petição em favor de Hillarie aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: